Publisher Theme
I’m a gamer, always have been.

(BGS 2018) Jogamos Assassin’s Creed: Odyssey | Veja nossa análise

0
(BGS 2018) Jogamos Assassin's Creed: Odyssey | Veja nossa análise 1

Apesar de já ter lançado em 5 de Outubro, Assassin’s Creed: Odyssey estava disponível na Warner Bros. Games, onde estava localizado jogos de outras empresas parceiras. Assassin’s Creed: Odyssey oferece algo inédito na franquia, a possibilidade de escolhas, que é destaque além da imersividade do jogo. 

Diferente dos outros, você pode escolher seu protagonista, entre Alexios e Kassandra, os dois possuem a mesma origem, mas alterna a ordem de nascimento conforme você escolhe o protagonista. O jogo não foge muito do seu antecessor, Assassin’s Creed: Origins, no quesito de jogabilidade, mas agora o jogo se tornou um pouco mais difícil comparado ao seu antecessor, o que torna muito mais divertido! Isso foi necessário já que o jogo se tornou um RPG teoricamente, fazendo com que o jogador tenha que explorar o jogo para melhorar seus itens e habilidades. Sobre os protagonistas, os dois são de origem espartana, porém, você pode escolher seu caminho, você começa como um mercenário, mas pode ajudar tanto o lado de Esparta quanto o Ateniense, mas o foco é a Ordem, são os “Templários” da civilização grega, suas intenções vão além da guerra política e manipulam o mundo grego com seus poderes políticos. 

Outro ponto que é interessante mencionar é sobre a árvore de habilidades, um dos fatores que precisa ter cautela na hora de distribuir seus pontos, são três arvores de habilidades, Caçador, Guerreiro e Assassino. A árvore de Caçador é importante para o dano das flechas e dano em animais, que aliás, alguns animais são bem difíceis de combater, as vezes o arco e flecha pode ajudar no zoneamento de certas espécies, o de Guerreiro é mais pra defesa, vida e dano de combate, na minha opinião, é uma árvore que deve se priorizar caso você não tenha tanta paciência para a tática furtiva de Assassin’s Creed, a última árvore que é de Assassino, é focado para a tática furtiva, essa árvore é importante, recomendo que alterne entre Guerreiro e Assassino eventualmente, existem fortes que valem a pena neutralizar os inimigos um por um do que ir no combate e atrair hordas de inimigos. Falando nisso, existe um sistema de caçadores de recompensa, existia no Origins também, mas dessa vez, é mais difícil, por onde você passa causando confusão, eles imediatamente irão investigar seus rastros e caçar você independente de tudo, você possui 3 opções, neutralizar todos os caçadores de recompensa, neutralizar quem está enviando caçadores de recompensa ou pagar para cancelar a recompensa pela sua cabeça.

O jogo vale a pena, Assassin’s Creed: Odyssey vale a experiência tanto para jogadores casuais, quanto para jogadores fãs do gênero RPG!